Introdução

 

Introdução

        A tetrodotoxina (TTX) é uma potente neurotoxina de origem marinha. 

        Esta toxina apresenta relevância nas doenças de origem alimentar e os envenenamentos que provoca são considerados um problema de Saúde Pública em alguns países, sobretudo nos asiáticos onde o peixe-balão é considerado uma iguaria gastronómica. No Japão, o Fugu é um prato muito apreciado mas muito perigoso quando mal preparado. Apenas cozinheiros especializados têm autorização para preparar este prato devido ao cuidado necessário para a remoção das vísceras (onde a tetrodotoxina se encontra concentrada).

Quadro de uma intoxicação por TTX

Quadro de uma intoxicação por TTX

        Para além de importante na segurança alimentar, a tetrodotoxina é utilizada pelos “mestres” de Voodoo para criar os “Zombies”. Estes mestres utilizam um pó tóxico, constituído por vários ingredientes incluindo os peixes-balão que contêm a TTX. Conhecida como a “droga dos Zombies”, a TTX actua como um poderoso anestésico natural que pode matar em poucas horas ou paralisar a vítima, ficando esta num estado semelhante à catalepsia (paralisia genérica) com plena consciência do que acontece à sua volta.

Zombie

Ilustração de Zombies de Rituais Voodoo

        A TTX tem, ainda, várias aplicações em diferentes áreas científicas, nomeadamente na terapia da dor e nos estudos moleculares dos canais de sódio.

História

        A tetrodotoxina (TTX) é uma das mais intrigantes toxinas naturais isolada e descrita no século XX. Foi assim denominada por ter sido isolada pela primeira vez num peixe da ordem Tetrodontiformes.

– Existem evidências de que já em 2500 AC era descrita a toxicidade associada a este tipo de peixes.

– No 1º ou 2º século AC, médicos Chineses descreveram os efeitos farmacológicos associados à carne e ovos destes peixes.

– 1882, Charles Remy’s apresentou o primeiro exemplo formal de uma pesquisa sobre a farmacologia da TTX. Neste estudo descreveu os sintomas do envenenamento por TTX e documentou as elevadas concentrações desta toxina nas gónadas do peixe-balão.

– 1909, TTX isolada pela 1ª vez; Tahara denominou formalmente a tetrodotoxina.

– 1950, A.Yokoo isolou a TTX cristalina, pura de ovários de Fugu rubripes.

– 1952, K. Tsuda e M.Kawamura isolaram uma toxina idêntica utilizando métodos cromatográficos e chamaram-na de tetrodotoxina.

– 1964, foi descrita a estrutura molecular completa da TTX.

– 1972, TTX sintetizada pela primeira vez por Kishi, et. al.

Y. Kishi

Y. Kishi

        Desde os anos 60 que a química, farmacologia e síntese da TTX têm sido objecto de estudo de numerosos trabalhos.

 

Referências

Hanifin, C.T. ; The Chemical and Evolutionary Ecology of Tetrodotoxin (TTX) toxicity in terrestrial vertebrates: Review. Mar. Drugs 2010; 8: 577-593.

http://www.unirio.br/farmacologia/aulas%20%20farmacologia/digestivo/NEUROTOXINAS%20ALIMENTARES.ppt [acedido em 16.05.2010]

http://pesca.forumeiros.com/outros-assuntos-f10/tetrodotoxina-t62.htm [acedido em 17.05.2010]

http://arquivosdoinsolito.blogspot.com/2008/09/zumbis-e-vodu.html [acedido em 15.05.2010] 




%d bloggers like this: